26.8.13

Desejo literário: "Na natureza selvagem"

     Esta não é uma história alegre, começo já dizendo. Você talvez acabe deixando escapar uma ou duas lágrimas ao final do filme/livro, mas dificilmente se arrependerá de acompanhar esta história inspiradora, baseada em fatos reais, que leva a uma reflexão profunda acerca de nossos hábitos em sociedade.
     Imagine por um instante que você, neste exato minuto, deixa sua casa, doa todas suas economias e sai em viagem para o mundo. Sim, alguém já fez isso na vida real, e este alguém tem nome e sobrenome: Christopher McCandless.
     Adotando um nome falso - ele também era conhecido por Alexander Supertramp - o jovem viaja pelos EUA sem telefone  celular ou carro, buscando apenas uma coisa: viver a vida liberto de regras e padrões. Em teoria, a ideia é poética e cheia de ideologia, mas na prática nem tudo é doce - infelizmente (ou felizmente) esta viagem acaba por ser a última experiência de Chris.
"O corpo em decomposição de um jovem é encontrado no Alasca. A polícia descobre que se trata de um rapaz de família rica do Leste americano que largou tudo, se internou sozinho na aridez gelada e morreu de inanição. Quem era o garoto? Por que foi para o Alasca? Por que morreu? Para responder a essas e outras perguntas, Jon Krakauer refaz a trajetória de Chris McCandless, revelando a América dos que vivem à margem, pegando carona ou circulando em carros velhos, vivendo em acampamentos e cidades-fantasmas. O resultado é uma narrativa envolvente, por vezes amarga, em que os sonhos da juventude se transformam em pesadelo."
     Conheci Na natureza selvagem pelo filme - que, por sinal, tem uma trilha sonora incrível, disponível para ser ouvida por aqui - e fiquei imediatamente interessada pelo livro. Pela sinopse, tive a impressão de que ambos tem perspectivas um pouco diferentes. O filme encanta com sua fotografia e trilha sonora, mas o livro deve trazer detalhes que nos fazem realmente mergulhar nesta jornada e torná-la ainda mais intensa, já que Christopher deixou muitos registros escritos de sua viagem. Acredito que a principal questão que se coloca aqui é: como você está vivendo sua vida?

5 comentários:

  1. Olá Isabela,

    Adorei seu blog!
    Não conhecia o livro e nem o filme, parece bastante reflexivo e o fato de ser baseados em fatos reais tornou ele atraente para mim, quero ler!

    Boas leituras!

    Thaís

    ResponderExcluir
  2. Ótimo desejo!!
    Já vi o filme também e com certeza gostaria de ler o livro, apesar de sabermos que geralmente as adaptações mudam um pouco do texto em que se baseiam. Espero que consiga realizar a compra e a leitura logo. ;)
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi,
    não conhecia nem o livro nem o filme, mas me pareceu algo muito interessante, largar tudo o que se conhece e o que se tem e sair para viver uma experiência única como essa. Definitivamente um livro que me chama atenção! Boa indicação ;)
    tem postagem nova no meu blog
    espero sua visita
    bjinhus

    -TÍTULOS DE LIVROS

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito da história, parece ser bem interessante. Com certeza vou escutar a trilha sonora quando ler o livro, assim poderei sentir como foi a experiência que deve ter sido incrível. Excelente indicação.
    Fico feliz que tenha voltado com o blog.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Também vi o filme e achei ele bem impactante. Mas ainda não li o livro, uma amiga leu e adorou!!!
    Valeu pela lembrança e com certeza sempre é bom analisar como estamos levando nossa vida pq caso contrário a rotina nos pega e ficamos como robôs, só seguindo!!!

    Obrigada pela visita e comentário lá no blog \o/
    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir